Comunhão

A barca
1.Tu, te abeiraste da praia
Não buscaste nem sábios nem ricos,
somente queres que eu te siga!

Senhor, tu me olhaste nos olhos,
a sorrir, pronunciastes meu Nome,
Lá na praia, eu larguei o meu barco,
junto a Ti buscarei outro mar.


2.Tu sabes bem que em meu barco
Eu não tenho nem ouro nem espadas
somente redes e o meu trabalho

3.Tu, minhas mãos solicitas,
meu cansaço que a outros descanse,
amor que almeja seguir amando.

4.Tu, pescador de outros lagos,
ânsia eterna de almas que esperam,
bondoso amigo que assim me chamas.
A mesa tão grande (pão em todas as mesas)
1. A mesa tão grande e vazia de amor e de paz! De paz!/
Aonde há o luxo de alguns, alegria não há, jamais!
A mesa da Eucaristia nos quer ensinar, a - a,
Que a ordem de Deus, nosso Pai, é o pão partilhar!

Refr.: Pão em todas as mesas,/
Da Páscoa nova certeza. /:
A festa haverá/ e o povo a cantar, Aleluia .:/


2. As forças da morte: a injustiça e a ganância de ter - de ter,/
Agindo naqueles que impedem ao pobre viver - viver,/
Sem terra, trabalho e comida, a vida não há, - não há/
Quem deixa e não age, a festa não vai celebrar.

3. Irmãos, companheiros na luta, nos demos as mãos - as mãos,/
Na grande corrente do amor, na feliz comunhão! - irmãos!/
Unindo a peleja e a certeza, vamos construir aqui,/
Na terra o projeto de Deus: Todo povo a sorrir!

4. Que em todas as mesas dos pobres haja festa de pão - de pão!/
E as mesas dos ricos não mais concentrando o pão - o pão!/
Busquemos aqui, nesta mesa do pão redentor - do céu,/
A força e a esperança que faz todo povo ser Deus!
Antes da morte e ressurreição
1. Antes da morte e ressurreição de Jesus, Ele, na Ceia, quis se entregar: deu-se
em comida e bebida pra nos salvar.

E quando amanhecer, o dia eterno, a plena visão,
Ressurgiremos por crer, nesta vida escondida no pão.


2. Para lembrarmos a morte, a cruz do Senhor, nós repetimos, como Ele fez:
gestos, palavras, até que volte outra vez.

3. Este banquete alimenta o amor dos irmãos, e nos prepara a glória do céu: Ele é
a força na caminhada pra Deus.

4. Eis o Pão vivo mandado a nós por Deus Pai! Quem o recebe, não morrerá: no
último dia vai ressurgir, viverá.

5. Cristo está vivo, ressuscitou para nós! Esta verdade vai anunciar, a toda terra,
com alegria a cantar.
Cantar a beleza da vida
Cantar a beleza da vida, presente do amor sem igual:
Missão do teu povo escolhido, Senhor, vem livrar-nos do mal.

Vem dar-nos teu Filho, Senhor, sustento no Pão e no Vinho.
E a força do Espírito Santo, unindo o teu povo a caminho.


Erguer os que estão humilhados, doar-se aos pequenos, aos pobres:
Missão do teu povo escolhido. Senhor, nossas forças redobre!

Buscar a verdade, a justiça, nas trevas brilhar como a luz:
Missão do teu povo escolhido. Senhor, nossos passos conduz!

Andar os caminhos do mundo, plantando teu Reino de paz:
Missão do teu povo escolhido. Senhor, nossos passos refaz!

Fazer deste mundo um só povo, fraterno, a serviço da vida:
Missão do teu povo escolhido. Senhor, vem nutrir nossa lida!
Cristo quero ser instrumento ( Oração de são Francisco - Oração pela paz )
Cristo quero ser instrumento de tua paz e do teu...
infinito amor onde houver ódio e rancor que eu
leve a concórdia, que eu leve o amor

Refrão
Onde há ofensa que dói.... que eu leve o perdão onde houver a
discórdia, que eu leve a união e tua paz


Onde encontrar um irmão a chorar de tristeza sem voz e
nem vez quero bem no seu coração semear alegria
pra florir gratidão

Mestre,que eu saiba amar compreender,consolar e dar
sem receber quero sempre mais perdoar trabalhar na
conquista e vitória da paz
Desamarrem as sandálias
Ao recebermos, Senhor tua presença sagrada pra confirmar teu
amor faz de nós tua morada surge um sincero louvor brota
a semente plantada faz-nos seguir teu caminho sempre trilhar
tua estrada

Refrão
Desamarrem as sandálias e descansem este chão é terra santa,
irmãos meus! Venham, orem, comam, cantem, venham todos e
removem a esperança no Senhor


O filho de Deus com o pai e o espírito santo, nesta trindade
um só ser que pede a nós sermos santos dá-nos Jesus, teu
poder de se doar sem medidas deixa que compreendamos que este
é o sentido da vida

Ao virmos te receber nós te pedimos, ó Cristo faze vibrar
nosso ser indo ao encontro ao pai santo sem descuidar dos
irmãos mil faces da tua face faze que o coração sinta a força da caridade
É Comunhão
É Comunhão, é comunhão
Em Jesus Cristo por inteiro neste pão,
É Comunhão, é comunhão
Com sua Igreja Missionária em ação.

1. É Comunhão é com Deus vivo e verdadeiro, Que dia a dia vem em nossa direção.
Com Ele vamos revelar ao mundo inteiro, Os horizontes da Evangelização.

2. É comunhão com projeto de Jesus, Boa Nova que Ele veio revelar,
Que por amor aceitou morrer na cruz, Para o seu povo oprimido resgatar.

3. É comunhão com o Espírito de Amor, Protagonista da Evangelização.
Ele revela os segredos do Senhor, E guia a Igreja nos caminhos da missão.

4. É comunhão com a Igreja Missionária, Que nos acolhe, nos convoca, nos envia.
Como Maria segue sempre solidária, Alimentada pela Santa Eucaristia.

5. É comunhão com a história do meu povo, Que sofre, chora e não cansa de esperar.
Da velha terra vai nascer um mundo novo, Nesta esperança vamos juntos comungar.
Eis o Pão da vida
Eis o Pão da vida, eis o pão do céu.
Que alimenta o homem em marcha para Deus


Um grande convite o Senhor nos fez e a igreja repete
Por toda vez feliz quem ouve e alegre vem, trazendo consigo o amor que tem.

Um dia por nós o senhor se deu, do sangue da cruz, o amor nasceu
e ainda hoje ele dá vigor aos pobres aos fracos ao pecador.

Se o homem deseja viver feliz, não deixe de ouvir o que a igreja
diz procure sempre se aproximar do Deus feito pão para nos salvar.

Quem come este pão sempre viverá, pois Deus nos convida a ressuscitar,
ó venham todos, comei também o pão que encerra o sumo bem.
Estás entre nós
Tu és minha vida outro Deus não há
Tu és minha estrada a minha verdade
Em Tua palavra eu caminharei
Enquanto eu viver e até quando Tu quiseres
Já não sentirei temor pois estás aqui
Tu estás no meio de nós.

Creio em Ti Senhor, vindo de Maria
Filho eterno e santo, homem como nós
Tu morreste por amor, vivo estás em nós
Unidade Trina com o Espírito e o Pai
E um dia eu bem sei Tu retornarás
E abrirás o Reino do Céu

Tu és minha força outro Deus não há
Tu és minha paz, minha liberdade
Nada nesta vida nos separará
Em Tuas mãos seguras minha vida guardarás
Eu não temerei o mal Tu me livrarás
E no Teu perdão viverei.

Ó Senhor da vida creio sempre em Ti
Filho Salvador eu espero em Ti
Santo Espírito de amor desce sobre nós
Tu de mil caminhos nos conduzes a uma fé
E por mil estradas onde andarmos nós
Qual semente nos levará.
Eu quis comer esta ceia agora
Eu quis comer esta ceia agora
pois vou morrer já chegou minha hora

Comei, tomai é meu corpo e meu sangue que dou
Vivei no amor, eu vou preparar
A ceia na casa do pai.


Comei o pão é meu corpo imolado
Por voz, perdão para todo o pecado

E vai nascer do meu corpo a esperança
O amor a paz uma nova aliança

Vou partir deixo o meu testamento
Vivei no amor eis o meu mandamento

Irei ao pai sinto a vossa tristeza
Porém no céu vos preparo outra mesa

De Deus virá o Espírito Santo
Que vou mandar pra enxugar vosso pranto
Eu vim para que todos tenham vida
Eu vim para que todos tenham vida,
Que todos tenham vida plenamente.


1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor.
Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão.
Onde está o teu irmão, eu estou presente nele.

2. Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males.
Hoje és minha presença junto a todo o sofredor.
Onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele.

3. Quem comer o pão da vida viverá eternamente.
Tenho pena deste povo que não tem o que comer,
Onde está o irmão com fome, eu estou com fome nele.

4. Entreguei a minha vida pela salvação de todos.
Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes:
Onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele.

5. Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido.
Busca, salva e reconduz a quem perdeu toda a esperança:
Onde salvas teu irmão, Tu me estás salvando nele.
Fonte do Viver
Eis aqui a fonte do viver
O Pão e o Vinho no altar sustenta a humanidade

E em procissão vou receber
O Cristo vivo a se doar para a eternidade

Todos tem o seu lugar, nesta mesa singular
De Fraternidade e Vida
Eis a Tua vitória, vai além da história
Amor tão grande assim

Eis o meu corpo partido por Ti,
Fazei isto em memória de Mim.
Eis o meu sangue derramado na cruz,
Venham todos a mim: Eu sou Jesus.
Há um barco esquecido na praia
Há um barco esquecido na praia
Já não leva ninguém a pescar
É o barco de André e de Pedro
Que partiram pra não mais voltar
Quantas vezes partiram seguros
Enfrentando os perigos do mar
Era chuva, era noite, era escuro
Mas os dois precisavam pescar

De repente aparece Jesus
Pouco a pouco se acende uma luz
É preciso pescar diferente
Que o povo já sente que o tempo chegou
E partiram sem mesmo pensar
Nos perigos de profetizar
Há um barco esquecido na praia
Um barco esquecido na praia
Um barco esquecido na praia

Há um barco esquecido na praia
Já não leva ninguém a pescar
É o barco de João e Tiago
Que partiram pra não mais voltar
Quantas vezes em tempos sombrios
Enfrentando os perigos do mar
Barco e rede voltavam vazios
Mas os dois precisavam pescar

Quantos barcos deixados na praia
Entre eles o meu deve estar
Era o barco dos sonhos que eu tinha
Mas eu nunca deixei de sonhar
Quanta vez enfrentei o perigo
No meu barco de sonho a singrar
Jesus Cristo remava comigo
Eu no leme, Jesus a remar

De repente me envolve uma luz
E eu entrego o meu leme a Jesus
É preciso pescar diferente
Que o povo já sente que o tempo chegou
E partimos pra onde ele quis
Tenho cruzes mas vivo feliz

Há um barco esquecido na praia
Um barco esquecido na praia
Um barco esquecido na praia
Majestosa Eucaristia – Anjos de Resgate
Ao Abrir Meus Olhos No Altar
Vi O Cálice Sagrado Com O Sangue De Jesus
E De Dentro Desse Mesmo Cálice Subia
Majestosa A Eucaristia

Em Tua Presença Eu Me Sinto
Um Mendigo Sentado À Me..sa de Um Rei
E Sem Ter Como Pagar Tamanha Re..feição
Só Posso Dar-Te Eterna Gratidão

O Cálice E A Hóstia Eram Um
Meu Desejo Também Era Com Eles Ser Um

Ser Um Só Coração, Meu Senhor!
O Mesmo Sangue Nas Veias, Senhor!
(Tua Carne Em Minha Carne, Senhor).
(O Teu Sangue Em Meu Sangue, Senhor).
E Estando Unido a Ti, Esquecer-Me De Mim,
Concedei Que Eu Fique Eternamente Assim.
Mas é preciso que o fruto se parta
O nosso Deus, com amor sem medida,
chamou-nos à vida, nos deu muitos dons.
Nossa resposta ao amor que será feita
se a nossa colheita mostrar frutos bons.

Mas é preciso que o fruto se parta
e se reparta na mesa do amor! (bis)

Participar é criar comunhão,
fermento no pão, saber repartir.
Comprometer-se com a vida do irmão,
viver a missão de se dar e servir.

Os grãos de trigo em farinha se tornam,
depois se transformam em vida no pão.
Assim, também, quando participamos,
unidos, criamos maior comunhão.
Na mesa sagrada
1. Na mesa sagrada se faz unidade no pão que alimenta, que é o
pão do Senhor, formamos família na fraternidade: não há
diferença de raça ou de cor.

Refr.: Importa viver, Senhor, unidos no amor,
Na participação, vivendo em comunhão.


2. Enquanto na terra o pão for partido, o homem nutrido se transformará,
Vivendo a esperança num mundo melhor: com Cristo lutando, o amor vencerá.

3. Chegar junto à mesa é comprometer-se, é a Deus converter-se com
sinceridade. O grito dos fracos devemos ouvir e em nome de Cristo amar e servir!

4. Se participamos da Eucaristia, é grande a alegria que Deus oferece,
porém não podemos deixar esquecida a dor, nesta vida, que o pobre padece.

5. Assim, comungando da única Vida, a morte vencida será nossa sorte.
Se unidos buscarmos libertação, teremos com Cristo a ressurreição.
O Pão da Vida
Na comunhão, Jesus Se dá no pão,
O cordeiro imolado é refeição.
Nosso alimento de amor e salvação,
Em torno deste altar somos irmãos.

O pão da vida és Tu Jesus, o pão do céu.
O caminho, a verdade, via de amor
Dom de Deus, nosso Redentor.


Toma e come, isto é o meu corpo
Que do trigo se faz pão, é refeição.
Na Eucaristia, o vinho se torna sangue
Verdadeira bebida, nossa alegria
O pão da vida, a comunhão
O pão da vida, a comunhão,/ Nos une a Cristo e aos irmãos./
E nos ensina abrir as mãos/ Para partir, repartir o pão.:/


1. Lá no deserto a multidão/ Com fome segue o Bom Pastor./
Com sede busca a Nova Palavra:/ Jesus tem pena e reparte o pão.

2. Na Páscoa Nova da Nova Lei,/Quando amou-nos até o fim,/
Partiu o pão e disse:/ "Isto é meu corpo por vós doado:/ Tomai, Comei".

3. Se neste pão, nesta comunhão,/ Jesus por nós, dá a própria vida,/
Vamos também repartir os dons,/ Doar a vida por nosso irmão.

4. Onde houver fome, reparte o pão/ E tuas trevas hão de ser luz;/
Encontrarás Cristo no irmão,/ Serás bendito do Eterno Pai.
Sacramento da Comunhão
Senhor, quando te vejo no sacramento da comunhão
Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir
Esfriando minha cabeça e esquentando meu coração
Senhor, graças e louvores sejam dados a todo momento
Quero te louvar na dor, na alegria e no sofrimento
E se em meio à tribulação, eu me esquecer de ti
Ilumina minhas trevas com Tua luz.

Jesus, fonte de misericórdia que jorra do templo
Jesus, O Filho da Rainha
Jesus, rosto divino do homem,
Jesus, rosto humano de Deus.


Chego muitas vezes em Tua casa, meu Senhor
Triste, abatido, precisando de amor
Mas depois da comunhão Tua casa é meu coração
Então sinto o céu dentro de mim
Não comungo porque mereço, isso eu sei, oh meu Senhor
Comungo pois preciso de ti
Quando faltei à missa, fugia de mim e de Ti
Mas agora eu voltei, por favor aceita-me.
Vejam eu andei pelas vilas
1 - Vejam, eu andei pelas vilas,
Apontei as saídas como o Pai me pediu
Portas, eu cheguei para abri-las,
Eu curei as feridas como nunca se viu

Por onde formos também nós que brilhe a tua luz!
Fala, Senhor, na nossa voz, em nossa vida
Nosso caminho então conduz. Queremos ser assim!
Que o pão da vida nos revigore no nosso "SIM"!


2 - Vejam, fiz de novo a leitura das raízes da vida
Que meu Pai vê melhor
Luzes, ascendi com brandura
Para a ovelha perdida não medi meu suor

3 - Vejam, procurei bem aqueles que ninguém procurava
E falei do meu Pai
Pobres, a esperança que é deles eu não quis ver
Escrava de um poder que retrai

4 - Vejam, semeei consciência nos caminhos do povo
Pois o Pai quer assim
Tramas, enfrentei prepotência dos que temem
O novo qual perigo sem fim

5 - Vejam, eu quebrei as algemas, levantei os caídos
Do meu Pai fui as mãos
Laços, recusei os esquemas
Eu não quero oprimidos, quero um povo de irmãos

6 - Vejam, procurei ser bem claro: o meu Reino é diverso
Não precisa de rei!
Tronos outro jeito mais raro de juntar o disperso
O meu Pai tem por lei

7 - Vejam, do meu Pai a vontade eu cumpri passo a passo
Foi para isso que eu vim
Dores, enfrentei a maldade, mesmo frente ao fracasso
Eu mantive o meu "SIM"

8 - Vejam, fui além das fronteiras, espalhei a boa-nova:
Todos filhos de Deus!
Vida, não se deixe nas beiras quem quiser
Maior prova: Venha ser um dos meus!
Vem, e eu mostrarei
Vem, e eu mostrarei que o meu caminho te leva ao Pai
Guiarei os passos teus e junto a Ti hei de seguir
Sim, eu irei e saberei como chegar ao fim
De onde vim, aonde vou por onde irás, irei também.

Vem, eu te direi o que estás a procurar
A verdade é como o sol e invadirá teu coração
Sim, eu irei e aprenderei minha razão de ser
Eu creio em ti que crês em mim e a Tua luz, verei a luz.

Vem, e eu te farei da minha vida participar,
viverás em mim aqui: viver em mim é o bem maior
Sim, eu irei e viverei a vida inteira assim,
Eternidade é, na verdade, o amor vivendo sempre em nós.

Vem que a terra espera quem possa e queira realizar
Com amor, a construção de um mundo novo, muito melhor
Sim, eu irei e levarei Teu nome aos meus irmãos,
Iremos nós e o teu amor vai construir, enfim a paz.
Venho, Senhor, te receber
Venho Senhor te receber agora
Teu santo corpo, Senhor me enche do teu amor.
Venho Senhor te receber agora
Teu santo sangue, Senhor
transborda meu coração Senhor.

E ao receber teu corpo e sangue Senhor
Possa em mim brotar a paz, o amor e a salvação
E no teu altar seremos um em comunhão
És grande ó meu salvador.

Venho Senhor te receber agora
Teu santo corpo, Senhor me enche do teu amor.
Venho Senhor te receber agora
Teu santo sangue, Senhor
transborda meu coração Senhor.

E ao receber teu corpo e sangue Senhor
Não se faça em mim motivo de condenação
Mas se faça sim, Senhor presença tua em mim
És grande ó meu salvador.

Venho Senhor te receber agora
Teu santo corpo, Senhor me enche do teu amor.
Venho Senhor te receber agora
Teu santo sangue, Senhor
transborda meu coração Senhor.
Pai de amor aqui estamos
1- Pai de amor, aqui estamos
Celebrando a unidade.
Somos teus filhos amados
Nesta mesa da igualdade.
Somos uma só família,
Somos um só coração.
Eis que a graça da partilha
Entre nós faz-se oração.

No raiar de um novo tempo
vida nova então se faz
A esperança do teu povo
é justiça, amor e paz.


2- Ó Jesus, Senhor da vida
Vem trazer libertação!
Desta gente tão sofrida
Vem mostrar-Te Deus-Irmão.
Tua cruz é rumo certo
Junto a Ti vamos seguir
Pois teu reino está bem perto:
As sementes vão florir.

3- Santo Espírito de Amor
Faz em nós tua morada
E na luta contra a dor
Guia nossa caminhada!
És fonte da Verdade
Vem mostrar a direção:
Vida plena, dignidade,
Povo livre, mundo irmão!
Bem-vindos à mesa do Pai
Bem-vindos à mesa do Pai, onde o Filho se faz fraternal refeição /
É Cristo a forte comida, o Pão que dá vida com amor-comunhão.

Vinde, ó irmãos, adorar, vinde adorar o Senhor /
Eucaristia nos faz Igreja, comunidade de amor (bis)

Partimos o único pão, no altar-refeição, ó mistério de amor /
Nós somos sinais de unidade na fé, na verdade, convosco, ó Senhor.


No longo caminho que temos, o Pão que comemos nos sustentará /
É Cristo o Pão repartido, que o povo sofrido vem alimentar.

Há gente morrendo de fome, sofrendo e sem nome, sem terra e sem lar /
Não é a vontade de Deus, pois Jesus, Filho seu, quis por nós se doar.


Queremos servir a Igreja, na plena certeza de nossa missão /
Vivendo na Eucaristia, o Pão da alegria e da libertação.

top artistas catolica

Pe. Fábio de Melo
Pe. Fábio de Melo
323 acessos na semana
63 cifras | 9 videos | 4 mp3
8 post no blog
Pe. Marcelo Rossi
Pe. Marcelo Rossi
249 acessos na semana
32 cifras | 0 videos | 4 mp3
1 post no blog
Eliana Ribeiro
Eliana Ribeiro
248 acessos na semana
39 cifras | 11 videos | 5 mp3
7 post no blog
Anjos de Resgate
Anjos de Resgate
217 acessos na semana
67 cifras | 7 videos | 5 mp3
12 post no blog
Celina Borges
Celina Borges
214 acessos na semana
57 cifras | 4 videos | 4 mp3
1 post no blog
Pe. Fábio de Melo
Pe. Fábio de Melo
3257 acessos no mes
63 cifras | 9 videos | 4 mp3
8 post no blog
Anjos de Resgate
Anjos de Resgate
2846 acessos no mes
67 cifras | 7 videos | 5 mp3
12 post no blog
Eliana Ribeiro
Eliana Ribeiro
2432 acessos no mes
39 cifras | 11 videos | 5 mp3
7 post no blog
Zé Vicente
Zé Vicente
2362 acessos no mes
23 cifras | 4 videos | 2 mp3
0 post no blog
Pe. Marcelo Rossi
Pe. Marcelo Rossi
2157 acessos no mes
32 cifras | 0 videos | 4 mp3
1 post no blog
Anjos de Resgate
Anjos de Resgate
107381 acessos
67 cifras | 7 videos | 5 mp3
12 post no blog
Zé Vicente
Zé Vicente
75975 acessos
23 cifras | 4 videos | 2 mp3
0 post no blog
Eliana Ribeiro
Eliana Ribeiro
73457 acessos
39 cifras | 11 videos | 5 mp3
7 post no blog
Pe. Fábio de Melo
Pe. Fábio de Melo
70687 acessos
63 cifras | 9 videos | 4 mp3
8 post no blog
Pe. Marcelo Rossi
Pe. Marcelo Rossi
58260 acessos
32 cifras | 0 videos | 4 mp3
1 post no blog

top cifras catolica

Cantos para Missa

Cantos entrada, cantos ato penitencial, cantos gloria, salmo responsorial, cantos aclamaçao, canto ofertorio, cantos santo, abraço da paz, cantos comunhao, canto final