• Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar GPlus
  • Compartilhar Whatsapp
  • Compartilhar Instagram
  • Compartilhar Snapchat
  • Compartilhar Telegram
  • Assinar Rss
  • Assinar Rss

Deus ou o Dinheiro: MSH traz reflexões sobre as escolhas da vida

-2227

Tem clipe novo do MSH chegando! Nesta quarta-feira, 24, o ministério lança a música Deus ou o Dinheiro, com participação de Lito Atalaia, e promete provocar o público para uma reflexão importante: Será que o seu coração hoje é todo de Deus ou pertence a outros senhores? Gustavo Osterno, vocalista do grupo, partilhou como a canção surgiu e contou novidades da produção, que levou cerca de dois meses para ficar pronta.

Em uma de suas viagens, Gustavo teve um pesadelo em que o avião estava caindo. Assustado, o missionário acordou e começou a pensar sobre a situação. “Meu Deus, se esse sonho fosse real… Onde estaria meu coração hoje? Seria todo Teu ou teria outros senhores? Seria Teu ou de outras riquezas, de outras pessoas?”. Ele, então, começou a rezar com a Palavra de Deus que diz:

“Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro” Mateus 6, 24

Consagrado há quase 15 anos na Comunidade de Vida, Gustavo escolheu seguir os passos de Jesus como missionário. Desejando ser todo e para sempre do Senhor, ele disse sim, também, ao chamado ao celibato. “Quando nós escolhemos Jesus como nosso Senhor, nós sentimos uma alegria, uma paz e uma liberdade que é fora do comum… Por isso, quis convidar os jovens a fazer essa escolha, de, em meio à sociedade imediatista, escolher Deus como o único Senhor”.

Escolhas eternas

Para o missionário, abordar o tema “Deus e o dinheiro” na evangelização dos jovens é muito importante, pois esse assunto diz respeito não só a questões financeiras, mas a decisões fundamentais que precisam ser tomadas ao longo da vida. “É importante falar para os jovens que nossa vida é feita de escolha, as escolhas deste mundo são temporárias, mas, se escolhemos Deus, escolhemos o eterno e isso sacia verdadeiramente o nosso coração”, explica Gustavo.

Você vai querer ver mais de uma vez

Além do rap de Lito Atalaia que traz uma linguagem capaz de provocar o coração, a estética da nova produção é algo diferente dos outros clipes já feitos pelo MSH. Segundo Guilherme Melo, responsável pela edição, a equipe optou pelo estilo colagem, pelos símbolos, pela linguagem colorida e pela gravação em estúdio. Tudo isso não para suavizar a verdade sobre o tema, mas para que ela pudesse chegar aos jovens da melhor forma.

Exceto o personagem principal e a banda, todos os elementos do clipe foram animados na edição, que levou 20 dias intensos de trabalho. Esta é a primeira vez que o MSH faz uma produção do tipo. Para Gustavo Osterno, o tema e a estética inserem o ministério em um universo ainda não tocado como missionário. Devido às figuras e referências que o vídeo traz, o vocalista adverte: “É um clipe para assistir muitas vezes”.

Compartilhe!

Contador de Cliques