• Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar GPlus
  • Compartilhar Whatsapp
  • Compartilhar Instagram
  • Compartilhar Snapchat
  • Compartilhar Telegram
  • Assinar Rss
  • Assinar Rss

Thiago Brado faz declaração sobre divisor de águas na sua caminhada

-2223

Paranaense, querido pelo Nordeste. No terceiro ano de participação no Halleluya, o coração de Thiago Brado estava a mil pela apresentação no palco principal do evento. O público, claro, esperava com ansiedade a música que o tornou conhecido no meio musical católico: Minha Essência. Em coro, milhares de pessoas cantaram: “É tudo o que tenho recebe o meu nada…”.

Mas como nasceu essa canção? Segundo Thiago Brado, a música foi o “empurrão de Deus” para que ele permanecesse na missão, foi o “divisor de águas”. O artista conta que tinha gravado um CD e, depois de um ano e meio na missão, estava desanimado. Conversando com uma amiga, ela o orientou a fazer uma música do evangelho de Lucas 7:36, que fala da pecadora perdoada.

Com três discos e apresentações por todo o país, Thiago Brado continua firme espalhando o perfume de Jesus. Afinal, o seu chamado, a sua essência é exalar o cheiro de Deus.

Suficiente para Mim

Um dos grandes momentos na apresentação de Thiago Brado foi a música Suficiente para Mim, feat com o Missionário Shalom. Antes do show, o cantor disse: “Se eu não cantar essa canção eu apanho. É dever de casa. Bem especial”. Lançada em 4 de outubro de 2018, a canção é um dueto entre Thiago Brado e Guilherme Pontes, e surgiu do projeto de lançamento de novas canções da banda cearense.

Fonte: Shalom

Compartilhe!

Contador de Cliques